sexta-feira, 26 de novembro de 2010

"Aquietai-vos e sabei"

“Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus.” (Salmos 46.10)
Haverá em todo coral uma só nota musical tão poderosa como é a ênfase da pausa? Já percebeu como nos Salmos é eloquente a palavra Selah (pausa)? Haverá silêncio mais palpitante do que a quietude que precede a tempestade a tempestade, e a estranha calma que parece cair sobre a natureza antes de alguma convulsão ou fenômeno? Haverá alguma coisa capaz de nos tocar o coração como o poder da tranquilidade?
Aquele que para de operar com as suas próprias mãos, encontra “a paz de Deus, que excede todo o entendimento”; há um “sossego e confiança” que é fonte de toda a força; uma doce paz que nada pode abalar; um profundo descanso que o mundo não pode dar nem tampouco tirar. Há no mais profundo da alma uma recamara de paz onde Deus habita; e se entrarmos ali e afastarmos todos os outros sons, poderemos ouvir Sua voz mansa e delicada. Quando uma roda gira bem velozmente em torno do próprio eixo, há um lugar, bem no centro, onde não há movimento; assim, na vida mais ocupada pode haver um lugar onde ficamos a sós com Deus em constante quietude. Só há uma maneira de se conhecer a Deus: “Aquietai-vos, e sabei”. “O Senhor está no seu santo templo; cale-se diante dEle toda Terra.”
“Amoroso Pai, nós andamos algumas vezes sob céus sem estrelas, ou lua, ou aurora. Mas a escuridão espessa pousava sobre nós como se fosse durar para sempre. E daquelas trevas, nenhuma voz de calma vinha confortar o nosso coração.” Teríamos saudado alegremente até soar de um trovão que nos quebrasse o silencio torturante daquela noite densa.
“Mas o amoroso segregar do Teu amor eterno falou mais doce à nossa alma esmagada e sangrando que a música dos ventos numa harpa eólica. Foi a Tua “voz mansa e delicada” que nos falou. Estávamos escutando, e ouvimos. Olhamos e vimos o Teu rosto, voltou-nos nova vida, como volta à vida às flores pendidas que bebem a chuva de verão.”  

Livro: Mananciais no Deserto – Lettie Cowman 

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Desperte o Manain que Existe em Você!

Nos dias 12, 13, 14 e 15 de Novembro, eu e os adolescentes da minha igreja (I IPR – Maringá), fomos acampar no Manain, em Mandaguaçú; um lugar que realmente é de Deus! Como em todo acampamento, a galera fica naquela expectativa, esperando ansiosos, eufóricos, contando os dias! Eu, como faço parte da galera, não estava diferente, na semana do acamp’s, o assunto era o mesmo em casa, na igreja, no cursinho: o Acampamento Manain!
Na sexta-feira, dia 12, passei a tarde toda comprando algumas coisinhas que eu teria que levar na mala, mas ansiosa para arrumar tudo e encontrar a galera! Bom, não vou dizer que fui acampar só por diversão, mas quando cheguei naquele lugar de Deus, eu tive a convicção de que não era apenas para me divertir ou me desligar, sair da rotina, mas eu estava indo para lá na certeza de ver Deus agindo em minha vida! Estava com esse pensamento: “Deus eu não sei o que o Senhor pretende, mas eu to indo, que lá eu seja usada como um vaso em Tuas mão!”
E com certeza, Deus ouviu perfeitamente meus pensamentos, e já começou a me usar e a falar comigo, mostrando o tamanho do Seu amor, logo nas primeiras horas. Lá, eu pude fazer coisas que eu amo fazer, só que com muito mais intensidade... Nós compartilhamos palavras, sorrisos, abraços, orações, idéias, fotos, experiências (nós queimamos e HUMILHAMOS o diabo! (como disse a Lolo peculiar *---*)), compartilhamos lágrimas... Pois é, lágrimas chorei muito em todos os dias, mas não foram lágrimas de tristeza, pelo contrario, foram de arrependimento, redenção, gratidão, desabafo, alegriiia!
Deus pode me mostrar sua fidelidade, enxugando cada gota das minhas lágrimas, e em troca me retribuindo com bênçãos! Primeiro aquele céu! Que que era aquilo *------*??!!! Parecia que se eu levantasse minhas mãos bem alto eu pegava uma estrela! E também, porque lá fiz muitas amizades, e aumentei o grau de intimidade com aqueles que já eram meus grandes amigos...
Lá eu fui chamada de irmã, protetora, menina dos olhos, princesa, escolhida, pérola peculiar, eu fui chamada de FILHA! E quanto mais eu chorava na presença de Deus, mais momentos inesquecíveis e abençoados Ele me proporcionava! Na sexta, Ele confirmou meu chamado; no sábado, Ele me fez vencer o medo, olhar para o céu e continuou a me usar; no domingo, Deus me pegou no colo e disse: “Você agora nasceu de novo!”; na segunda, Ele me provou sua fidelidade!
Depois de tanta coisa boa (isso porque eu não contei tuuudo!), chegou o dia de ir embora, a galera fica triste, mas como nem tudo são flores, a rotina nos chama! Porém, pela primeira vez eu fui embora de um acampamento feliz, pensando: “isso é só o começo do que Deus ainda vai fazer com essa geração!”, mesmo depois de passar uma semana, eu ainda estava ouvindo meus amigos contando as bênçãos, e percebi que NÃO teve um adolescente que saiu do acamp’s do mesmo jeito que chegou.
Na EBD (Escola Bíblica Dominical), eu ouvi algumas experiências que alguns adolescentes contaram, e também contei a minha (é claro!), porque eu aprendi que quando Deus me revela algo, é para eu compartilhar com as outras pessoas! Uma das coisas que citei foi que, para mim, acampamentos são como postos de combustíveis! Quando eu pisei no Manain, eu disse: “Deus, pode completar!”
Conversando com a Lorena, minha peculiar, eu entendi que nós temos que nos “abastecer” de Deus todos os dias, pois pode ser que o próximo acampamento não chegue... Entendi que acamp’s não é você fazer as malas e ir com a galera, acampamento você tem que viver todos os dias, viver o Manain (a presença de Deus) é ter um compromisso diário com seu íntimo amigo (Deus)!
O que você está esperando para começar seu acamp’s??! Afinal, o Manain começa no seu coração! Se derrame na presença dEle, e você vai ver como são grandiosos, inesquecíveis e abençoados, os momentos que Deus irá te proporcionar! Viva o seu Manain a cada dia! Apenas se entregue, que o resto é por conta dEle!!

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Deus é Divertido!


Eu sempre digo que é engraçada a maneira como Deus fala conosco. Uma maneira diferente, divertida... E por quê? Bom, Deus é um deus de detalhes, de cuidado; mesmo sendo o Todo-Poderoso, Deus não usa situações tão complexas para falar com seus filhos, pelo contrário, Deus é divertido por usar as coisas mais “bobas” pra nos dar uma LIÇÃO.
Que tipo de lição? Bom, não posso falar por você, mas por experiência própria, sim: Deus usa as coisas mais simples! Não sou uma pessoa muito ciumenta, mas se tem algo que eu literalmente morro de ciúmes, esse algo é minha Bíblia; sou muito perfeccionista, e com minha espada o cuidado é dobrado.

Você deve estar se perguntando: “como assim? O que isso tem em comum com o jeito simples de Deus?”, a minha resposta para você é: tuuuudo em comum! E eu vou te explicar o porque: minha bíblia é minha espada, o cuidado que eu tenho com ela, é como o cuidado que uma mãe tem com seu filho, afinal, é meu manual de instruções pra vida toda (com Cristo!).
Não sei se você já ouviu essa frase, mas quanto mais nós tomamos todo cuidado com algo, mais coisa “ruim” acontece com o mesmo (quebra, rasga, molha, estraga...), sem generalizações. Foi exatamente isso que eu pensei, quando eu vi minha bíblia voando de um “roda-roda” (aqueles brinquedos de parquinho), foi o que eu pensei quando eu vi sua capa se rasgando na aterrissagem. Na hora só pensei nisso e falei: “Deus só pode ser provação!”.
Como eu já disse, Deus usa as coisas mais simples para nos ensinar uma boa lição, e com certeza Ele tinha algo a me ensinar, ou melhor, tem ainda! Ele não iria deixar minha bíblia sair voando a toa... Nosso Pai sempre tem um motivo para Sua “permissão”. E qual foi o “bom motivo” que Ele teve? Qual lição eu aprendi com isso?
Bom, na hora que minha “espada” saiu voando eu estava conversando com um grande amigo, e a única coisa que ele me dizia, enquanto eu estava em choque olhando pro “estrago”, era: “Carol, o importante é o conteúdo!”. E eu fiquei com isso em minha mente, O IMPORTANTE É O CONTEÚDO! Eu já tinha pensado nisso outras vezes, quando coisas que eu dava muito valor se quebraram ou estragaram, mas dessa vez o pensamento foi mais inteeeenso, porque naquela hora eu entendi a minha lição!
Naquele momento, eu entendi o que Deus queria me ensinar, entendi a Sua diversão! Entendi que eu deveria parar de me preocupar com o exterior, e me importar mais com o conteúdo!
Eu poderia ficar horas aqui escrevendo sobre muitas situações parecidas com essa, mas acho que um exemplo já é o suficiente para dizer que uma capa impecável, uma folha branquinha, uma carinha bonita, não vai me fazer ser melhor ou pior do que ninguém!
Deus se importa com os detalhes, e tudo que Ele faz tem um por que... Trazendo esse tema (o importante é o conteúdo), para nossa vida, podemos dizer que o fato de nos preocuparmos tanto com o que as outras pessoas vão falar a nosso respeito, nos afasta de Deus. A preocupação com o exterior, a vaidade... São coisas que nos distanciam dEle!
Não estou dizendo que você não pode se preocupar em manter suas coisas materiais em ordem, limpinhas, em perfeito estado, não estou dizendo que não precisa se preocupar com a beleza, ou com o modo como você se apresenta para as pessoas; eu só quero dizer que quando nos preocupamos excessivamente com o nosso exterior (em todos os sentidos!), esquecemos que Deus olha detalhadamente para cada um de nós, e Ele começa olhando por dentro!
Depois de ler um pouquinho da diversão de Deus, e entender que Ele nos ensina boooas lições, olhe para você! Analise o seu conteúdo! Será que seu interior está tããão belo, quanto seu lado de fora?!

P.S. no momento que eu vi minha espada no chão, o meu amigo que dizia “o importante é o conteúdo”, me disse algo mais: “Carol, relaxa! Você vai ganhar uma Shedd!”... Viu como Deus é divertido?!! E eu recebo a benção!

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Deus Não Abre Mão de Você!

video


Alguma vez você sentiu sua vida sendo arrasada por uma “avalanche” de problemas? Seus pais não ligam pra você, seus irmãos te maltratam, seus amigos parecem te ignorar, tudo na sua vida dá errado, e o pior, você ora, ora, ora e nada acontece, nada muda... E começam a surgir pensamentos do tipo: “Deus me esqueceu!”.
Quem nunca ouviu ou já disse frases desse tipo?! Na palavra de Deus, encontramos vários exemplos de pessoas que tinham tudo para desistir de Deus, pessoas que tinham tudo para dizer “Deus? Que Deus?!”.
Pessoas como Noé, que ao invés de desistir e falar: “isso é loucura, que Deus é esse?”, ele obedeceu, confiou e construiu a grande arca. (Gênesis 6 – 9)
Pessoas como Abraão, que poderia muito bem ter desistido de Deus, pois sua mulher Sara, não podia ter filhos; mas ele confiou, e Deus fez dele “Pai de uma grande nação!”. (Gênesis 12-25)
Pessoas como José, ele foi vendido, traído, preso, mas Deus nunca o abandonou, “... pois o Senhor estava com ele e o abençoava em tudo o que fazia.” (Gênesis 39:23). José passou por muitas lutas, mas ele sabia que Deus era com ele. (Gênesis 37-50)
Depois desses exemplos (e existem muuuitos outros), você acha que Deus te abandona?! Jesus, sendo o mais puro, santo e verdadeiro, entregou-se para morrer pregado numa cruz por nós: impuros, pecadores e mentirosos! Valeria à pena sofrer tanto por nós para depois nos abandonar? Não, não valeria!!
Se você acha que passa por problemas, olhe para a história de Jó, em um só dia, ele perdeu sua casa, seu rebanho, seus empregados, e até seus filhos. E quando achou que não poderiam ficar pior, as coisas pioraram- seu corpo se encheu de feridas, sua esposa gritou com ele, seus amigos o aborreceram. Enfim, podemos dizer que Jó perdeu tudo o que tinha. (Tudo em um dia!)
Você já ouviu a frase “relaxa, tem sempre alguém pior”? Bom, pode até ter um contexto engraçado, mas se compararmos nossa vida, nossos problemas com o “dia de Jó”, veremos que faz sentido; Jó estava na PIOR, sem família, sem riquezas, sem amigos e ainda por cima doente!
Às vezes, esquecemos que nós não estamos sozinhos no mundo e fazemos dos nossos problemas o “centro das atenções”, nos taxamos como “coitadinhos”, dignos de pena... Culpamos Deus e nos revoltamos contra Ele! Esquecemos que o simples fato de poder abrir os olhos todas as manhãs, de poder respirar, já é prova do amor de Deus Pai, com seus amados filhinhos!
Jó poderia muito bem ter se revoltado, ter desistido de Deus (como muitos de nós fazemos, por tão pouco), mas ele continuou confiante em seu Redentor! E a sua fé, o fez ver um dia lindo depois de um temporal.
Devemos entender que é na dificuldade que nós crescemos, e que quando achamos que Deus nos esqueceu, estamos enganados, pois Ele trabalha em SILÊNCIO a nosso favor. É no silêncio de Deus que as vitórias acontecem!
Agradeça a Deus por seu amor e cuidado, e não desista de confiar nEle, mesmo passando por problemas, lembre-se: Ele tem ciúme de você! Ele te comprou com o sangue do Seu filho amado (Jesus)! Você pode até desistir de Deus, mas Ele não abre mão de você!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Orações – Além das Gramaticais.

Esse texto foi escrito pela minha irmã Lígia Marques Godinho, dia 29/10/2010.

“Estar mais perto de Ti”. “Tocar em Tua face”. “Aproximar-me mais e mais”. “Gastar-me por inteiro”. “Eis-me aqui, Senhor”. Eis algumas orações lindas que fazemos e construímos. Porém, como diz um ditado popular “palavras não custam”. E na prática, cada palavra destas orações têm se cumprido? Somos feitura do Senhor, ou seja, somos trabalho, obra e produção do Criador. Logo, não temos muitas escolhas a fazer a não ser tomarmos a decisão definitiva de sermos filhos. Engraçado isso, porque fomos comprados por um Filho para vivermos nesta condição. Por que e para quê ou ainda, para quem? A resposta está no significado e na essência do Amor: o próprio Deus. A marca de nascença da Salvação está em nós, por isso sofremos neste mundo, não fomos feitos para ele e sim para as mansões celestiais. Entende porque Jesus diz: _ “No mundo tereis aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo” (João 16:33).
Queridos, Jesus foi 100% homem e 100% Deus. Ele podia tudo. Então, porque Ele jejuou e passou 40 dias no deserto? Porque ele foi tentado e não expulsara o diabo? Porque isso e porque aquilo... Jesus nos ensinou a sermos homens perfeitos dentro da nossa imperfeição e nos trouxe a imagem de Deus. Jesus diz no evangelho de João, capítulo 16, versos 27 e 28: “Porque o próprio Pai vos ama, visto que tendes amado e tendes crido que eu vim da parte de Deus. Vim do Pai e entrei no mundo; todavia, deixo o mundo e vou para o Pai.” E um dia, deixaremos de ser forasteiros deste mundo e viveremos como filhos a herança da nossa terra prometida. Sim, já a temos por herança; o céu é o nosso lar! Lá teremos tudo e muito além do que já pensamos e desejamos nesta terra.
Todavia continuamos com o nosso questionamento... Porque tamanho sacrifício de cruz? Um santo morrendo por injustos. Como pode ser isto? E a resposta vem de quem nos salvou do lamaçal do pecado e do sofrimento eterno: “Eles não são do mundo, como também eu não sou”, diz o Senhor Jesus (João 17:16) e ainda continua dizendo “E a favor deles eu me santifico a mim mesmo (entendamos a santidade e a perfeição de Jesus aqui, pois Ele sendo Deus diz que precisa se santificar, mas para quê?) para que eles também sejam santificados na verdade”(João 17:19). Há um mistério grandioso na pessoa de Jesus Cristo de Nazaré: o fator da unidade. Como Ele mesmo diz: “eu neles, e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade, para que o mundo conheça que tu me enviaste e os amaste, como também amaste a mim” (João 17:23). Isso que dizer que o mundo não pôde conhecer a Deus fora de Jesus e, mesmo antes do seu nascimento, Deus se manifestava e levantava vidas que manifestavam a Glória de Deus. A questão é que o mal, imperando com toda a sua inteligência, astúcia e atração, só poderia ser vencido, dominado pela santidade de Deus na pele de um homem que amou e nos deixou a essência do Seu amor cravada na cruz e sem pecado. Eis o nosso elo, a nossa ligação direta com o nosso Autor. Por isso, somos livres em Cristo Jesus! Podemos escolher o errado? Podemos! Mas a minha consciência movida pelo Espírito Santo de Deus que se move em mim até com gemidos inexprimíveis me adverte da mácula que estou fazendo. Não podemos pagar o preço da liberdade em Cristo, mas podemos aceitar a mensagem da Cruz e é para este fim que ele veio: Para que sejamos um no amor de Jesus.
Não é a toa que um ex-ateu, certo dia, tentando estudar a vida de Jesus Cristo para comprovar que a Palavra de Deus era mentira e que a pessoa Dele fora inventada por uma mente humana, converteu-se ao evangelho da Cruz e declara em seus livros, em suas palavras escritas e com a sua boca que é impossível um ser humano imperfeito e tão limitado ter condições de ter inventado a pessoa de Jesus Cristo. Assim, não queiramos entender os porquês. Bora aceitarmos o Grande “Eu sou” e vivenciarmos uma vida de eternidade que se inicia em prosseguir para o Alvo: Jesus e termina em salvação e glória. Aleluia!





segunda-feira, 1 de novembro de 2010

A Fé Não Tem Olhos!

Esse texto foi escrito pela minha grande amiga Gleissy Kelly Ordonhes, no dia 30/10/2010.

Você já viu uma pessoa cega caminhando pela rua? (Você realmente prestou atenção nela ou virou as costas e saiu apressado?).
Se ainda não, quando vires uma pessoa cega, pare por alguns instantes e preste muita atenção em seus movimentos. Você verá que ela caminha segura de onde está colocando os pés. Mas, como alguém que não está vendo o chão pode ter tanta certeza do lugar onde pisa?
Eis aí questão, esse é exatamente o ponto em que eu gostaria de chegar... Ela não precisa ver o chão pra saber que ele está lá, e o nome disso é , ela precisa ter fé para caminhar “Porque Deus não nos deu espírito de temor, mas de fortaleza...” 2 Timóteo 1:7
Na bíblia, está escrito que a fé é a certeza daquilo que não se pode ver:
“Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que não se veem. Pois, pela fé os antigos obtiveram bom testemunho. Pela fé, entendemos que foi o universo formado pela palavra de Deus, de maneira que o visível veio a existir das coisas que não aparecem.”  Hebreus 11:1-3.
Ora, porque você acha que Noé construiu uma arca TÃO grande se ele nem sabia o que era chuva?
... Pura e completa confiança em Deus, ou seja, FÉ.
“Pela fé, Noé, divinamente instruído acerca dos conhecimentos que ainda não se viam e sendo temente a Deus, aparelhou uma arca para a salvação de sua casa; pela qual condenou o mundo e se tornou herdeiro da justiça que vem da fé.” Hebreus 11: 7.

Eu poderia ficar escrevendo sobre inúmeros atos de fé contidos na bíblia, mas o meu texto ficaria deveras extenso. Então eu te convido a ler Hebreus 11, lá você terá muitos e muitos exemplos de pessoas que realmente viveram na fé e pela fé.
Só pra finalizar, você sabe que em Deus somos mais do que vencedores, pois “[...] todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” Romanos 8:28. Então aprenda a fechar os olhos e deixar Deus te guiar, pois os planos d’Ele para as nossas vidas são maiores e melhores do que a nossa vã consciência é capas de imaginar.
Não sei você, mas eu anseio pelo que Deus tem sonhado para minha a vida. Mas Ele só vai realizar os Seus planos se eu confiar n’Ele. E não tem como confiar se eu ficar toda hora me preocupando ou até me amedrontando com as coisas que Deus pode fazer.

Deus só vai realizar Seus projetos e sonhos na sua vida se você fechar os olhos e seguir seus instintos, os instintos de Deus, a voz do Pai...

TENHA FÉ.